Qual a história que acompanha sua fotografia?

Hoje Henry Milléo apresenta a história de Brasileiro Mariano Machado.

” Trabalhei por 11 anos em uma sucursal do interior do Paraná.

Era comum percorrer uma grande região do estado formada por mais de 100 municípios – a maioria de pequeno porte – e cobrir assuntos relacionados ao campo e à mão de obra rural.
Em uma dessas pautas, na cidade de Ponta Grossa, região dos Campos Gerais, encontrei um senhor muito simpático.

Era dezembro de 2007 e na época ele deveria ter perto dos 70 anos. Vivia no Assentamento Emiliano Zapata, uma área de terra que pertencia a Embrapa e que foi desapropriada pelo INCRA e destinada à reforma agrária. Lá ele tinha sua casinha, plantação e criação. Viva sozinho, dividindo o terreno com seis gatos.
Conversamos bastante tomando um mate e falando sobre a vida, a roça e o clima.

Foi quando ele foi para dentro de sua casa e voltou com uma carteira com algumas fotos antigas, já surradas do tempo.

Eram imagens de seus pais, seus filhos e dele mesmo, ainda jovem, vestindo terno e chapéu montado em um cavalo.

Era um cavalo “bão”, como ele definiu.

Uma dessas fotos mostrava um menino, muito pequeno sentado em um banquinho de madeira enquanto segurava algo na mão e olhava para baixo.

Ele me contou que aquele era ele quando moleque e aquela era a única foto que tinha de si mesmo quando criança.

Pedi para fazer uma foto da foto e foi inevitável perceber que a mão calejada e cheia de sulcos do trabalho árduo na lavoura seguravam o registro de um menino que carregaria no nome e na vida toda uma sina de trabalhador.

O menino se chamava Brasileiro Mariano Machado. ”

 

Fotografia e texto: Henry Milléo 

E a sua história? Qual é?


Compartilhe com a gente através do formulário abaixo:



    Os textos e anúncios publicados são de responsabilidade dos autores.
    Portanto, não refletem, necessariamente, a opinião da revista ou de seus editores.
    X